Covid-19: As nossas lojas permanecerão abertas. Tratámos de tudo para garantir a proteção da saúde de todos. A saúde das suas empresas e de suas equipas é nossa prioridade. Clique aqui para obter mais informações.
    • Resultados da pesquisa

    • A mostrar resultados a de .

      Desculpe, mas não encontramos resultados correspondentes à sua pesquisa

      Para melhorar a sua pesquisa, por favor:
      • Verifique a ortografia dos termos pesquisados
      • Tente outras palavras
      • Use o menu "Produtos"
  • Desculpe, mas não encontramos resultados correspondentes à sua pesquisa

    Para melhorar a sua pesquisa, por favor:
    • Verifique a ortografia dos termos pesquisados
    • Tente outras palavras
    • Use o menu "Produtos"

20 out

Schneider Electric dá início ao Innovation Summit World Tour 2020 com um apelo à adoção das tecnologias digitais para um mundo mais resiliente e sustentável.

A Schneider Electric, líder na transformação digital da gestão de energia e automação, deu início ao seu Innovation Summit World Tour 2020, uma série de eventos virtuais que decorrem entre 8 de outubro e 26 de novembro e que conectam líderes de opinião, visionários, especialistas, agentes de mudança, parceiros e clientes a nível global, para que descubram as soluções digitais mais recentes para um futuro mais resiliente e sustentável.

Os Innovation Summits, eventos anuais de referência da Schneider, acontecem agora pela quinta vez. A edição deste ano é a primeira a decorrer inteiramente online, com dez eventos regionais – e interativos – a acontecer nas próximas oito semanas. Estes eventos oferecerão aos participantes de todo o mundo a oportunidade de saber mais sobre o papel fundamental que a eletrificação, a digitalização, a inovação, a gestão de energia e a automação industrial desempenham na transição para um mundo mais baixo em carbono, de forma a limitar as alterações climáticas a 1.5ºC.

No seu discurso de keynote virtual, Jean-Pascal Tricoire, CEO e Chairman da Schneider Electric, apelou aos participantes para que acelerem a sua transformação digital, de forma a poderem posicionar-se melhor perante a perturbação causada, em paralelo, pela crise climática e pela pandemia global que assolou o mundo em 2020. “Em todo o mundo, em apenas alguns meses, as nossas vidas mudaram – e a digitalização ajudou-nos a adaptar-nos ao novo normal. As operações remotas digitalizadas podem manter a continuidade do negócio, fortalecer a resiliência e oferecer conhecimento para que nos possamos antecipar e adaptar com agilidade. A inovação digital e a conectividade mudaram a forma como trabalhamos e vivemos em conjunto, e podem alterar positivamente o nosso impacto sobre o ambiente, ao mesmo tempo que impulsionam a recuperação económica e a sustentabilidade para todos nós.”

Durante a série de eventos, a Schneider Electric vai revelar novas ofertas para clientes e parceiros, incluindo:
• Uma nova série de quadros elétricos de baixa tensão, PrismaSet™ Active, e uma nova geração de disjuntores, ComPact™, que serão lançados em 2021 e desbloqueiam informação crucial relacionada com o risco de incêndio elétrico e a disponibilidade de energia dentro dos sistemas elétricos dos edifícios. A conectividade Cloud da PrismaSet Active permite aos utilizadores monitorizar continuamente a distribuição de energia e receber notificações em caso de falhas de energia perigosas. A nova geração dos ComPacT leva a disponibilidade de energia ao nível seguinte com grandes melhorias ergonómicas, bem como acessórios plug-and-play modulares e preparados para a conectividade, de forma a expandir as capacidades avançadas de monitorização.
• Um inovador comutador ecológico, SM AirSeT™, que utiliza uma engenhosa combinação de tecnologia de ár e vácuo em vez do SF6, um gás de efeito de estufa frequentemente utilizado no equipamento elétrico das redes de distribuição e nas instalações elétricas industriais. A nova tecnologia oferece um caminho para evitar o equivalente a milhões de toneladas de CO2 nas redes de energia. A sua abrangente conectividade IoT também permite alcançar os benefícios dos dados e analíticas para a gestão e otimização da rede.
• Uma nova categoria de automação, o EcoStruxure™ Automation Expert, o primeiro sistema de automação industrial baseado em software que permite dar saltos qualitativos importantes em todo o ciclo de vida operacional.

O Innovation Summit deste ano conta com debates entre os executivos de topo da Schneider Electric e líderes da AECOM, consultora de infraestruturas líder; da GlaxoSmithKline, empresa global do setor dos cuidados de saúde; da RIB Software, pioneira no setor da construção; e da AVEVA, líder global em software de engenharia e construção.

Vão também decorrer mesas redondas interativas com representantes das empresas: JPMorgan Chase & Co., uma empresa de serviços financeiros; McDonald’s, retalhista de serviços de alimentação; Danone, empresa global do setor da alimentação; JLL, empresa imobiliária e de investimento; Acciona, fornecedor de projetos de infraestrutura e energia renovável; Enedis, o operador francês da rede elétrica; Suez, fornecedor de serviços ambientais; e da consultora global de design, engenharia e arquitetura Arup.

Os participantes do evento vão poder visitar um Innovation Hub virtual, onde terão acesso em 3D às inovações da Schneider Electric e dos seus parceiros tecnológicos, bem como conectar-se em direto aos laboratórios, showrooms e instalações de produção da Schneider em todo o mundo, podendo conversar com especialistas e assistir a demonstrações interativas.

Para além do evento de kick-off global a 8 de outubro, os eventos regionais do Innovation Summit, incluindo conteúdo adicional adaptado a cada localização, estão agendados para os meses de outubro e novembro. Incluem a região do Pacífico, cobrindo a Austrália e a Nova Zelândia (14 de outubro); Médio Oriente e África (28 de outubro); zona leste da Ásia (4 de novembro); Coreia (5 de novembro); América do Norte (10 de novembro); América do Sul (12 de novembro); Turquia (17 de novembro); França (19 de novembro); Reino Unido e Irlanda (24 de novembro) e Hong Kong (26 de novembro).